post

Paternidade e aprendizado com a Noruega

Após três anos morando na Noruega e depois do nascimento do Tom, passar férias no Brasil é algo impactante ao entrar em contato com a realidade da paternidade que considero ser relativamente a mesma existente em quase todos lugares no mundo. O tão invejado sistema desenvolvido norueguês altera completamente o modo de encarar a paternidade quando comparado com o modo no qual estamos acostumados no Brasil.

Como a comparação acaba sendo natural, eu e a Mariana sempre discutíamos sobre o modo de vida familiar na Noruega em relação ao modo brasileiro. O Brasil, país de tamanho de um continente inteiro, nos isola do mundo e pelo desconhecimento nos faz pensar que somos muito diferentes, que somos “muito família” e que os outros não são como nós. O curioso é quando você passa a entender que na Noruega o pai e a mãe estão sempre juntos dos filhos, tendo os dois que cuidar dos filhos por muito mais tempo que na maioria das sociedades do mundo, você começa a visualizar que além do Brasil, lá também eles são muito família e talvez até mais pelo tempo que se fica junto com os filhos.
TomEdu