post

Reflexões sobre a paternidade

No outro post eu escrevi sobre como a chegada do Gael mudou em muito o meu dia a dia. Mas na verdade, a paternidade trouxe mudanças muito mais profundas e muitas incertezas. Antes do nascimento do Gael, eu tinha muitas certezas na vida, tinha certeza que tínhamos tomado a decisão certa em vir morar na Noruega, certeza das nossas prioridades. Certezas de que tínhamos uma vida muito tranquila. Mas tudo mudou no momento em que o Gael nasceu com aquele olhão arregalado.

Nos dias seguintes ao nascimento do Gael algumas coisas começaram a mudar, e as certezas de antes começaram a virar dúvidas. Ver uma vida nova na sua frente e saber que ela veio de você é um momento mágico e a reflexão seguinte um choque de “realidade”. Esse choque aconteceu aos poucos e veio em ondas. A primeira onda chegou no dia seguinte, estávamos no hotel do hospital quando a Carol começou a cantar “O Leãozinho” para o Gael. Esse momento me mostrou que eu não era mais o mesmo, porque eu senti uma nova conexão com o mundo e meus olhos ficaram muito marejados. Eu nunca fui de me emocionar desse jeito, digo, me emocionava, mas normalmente era uma coisa mais interna, mas naquele momento eu me senti extremamente exposto, como nunca na vida.

Continue lendo