post

Ser mãe é redescobrir a cidade

Ser mãe é redescobrir a cidadeA relação que tenho com Oslo mudou desde que Gael nasceu. Parece que a gente se conhecia antes, mas agora somos mais próximos. Antes eu era mais uma moradora, poderia passar por qualquer canto, escada, buraco, o que impedia essas duas pernas de se moverem era apenas meu olhar e decisão. Eu saio todo dia para passear com meu filho e andar de carrinho pela cidade me levou a ruas nunca antes visitadas. Estou descobrindo novos lugares e redescobrindo os antigos.

Agora eu tenho acoplado a mim um carrinho de três rodas e dentro dele um menininho que também tem poder de decisão. O simples caminho que fazia todo dia até o ponto de ônibus agora ganhou uma volta maior, pois no meio do caminho tem uma escada e uma escada no meio do caminho não nos deixa passar de carrinho. Ir a um lugar e passear também depende da disposição de Gael, às vezes ele decide que é hora de encerrar o passeio e assim será.

Continue lendo

post

A primavera chegou em Oslo!

Primavera OsloQuando me dei conta, o casaco estava esquentando demais, o céu estava azul, o sol brilhando, passarinhos pousavam na varanda. É oficial, a primavera chegou! Ainda faltam as flores, mas já sinto no rosto a mudança da estação.

E isso para quem mora aqui no norte é alegria pura. A época é deliciosa, os dias cada vez mais longos, as ruas e parques mais cheios, começam os primeiros churrascos. Qualquer coisa é motivo para ficar do lado de fora. Depois de tanto tempo dentro de casa e cobertos até a alma de lã, é hora de colocar o corpinho no sol para melhorar essa cor pálida e ir em busca de vitamina d.

Continue lendo

Mãe e filho vão passear

Depois que passou toda a novidade do parto, as primeiras semanas com Gael em casa, as visitas foram embora, o pai voltou a trabalhar, eu me vi em casa sozinha com meu filho. Oslo não é como o Rio onde rapidinho as mães fazem amizades na pracinha. Eu saía para passear, mas ninguém olhava para meu filho, não rolava um sorrisinho no rosto ao cruzar com outras mães, do tipo “estamos juntos”.

Decidi que para minha saúde mental e para o bem do meu filho eu precisava sair de casa. Instituí passeio diário, mas chegou um período em que ele não queria mais ficar no carrinho. Então, passei a sair de canguru (eu uso da marca Ergobaby e amo), mas Gael ganhou peso muito rapido e rapidinho ficou pesado passear pela cidade. Precisava procurar outras atividades e conhecer outras mães dispostas a conversar e trocar experiências. Foi então que descobri que Oslo tem muito a oferecer para mães em licença maternidade.

Continue lendo