post

É dia 17 de maio: dia nacional da Noruega

Hoje é feriado nacional aqui na Noruega. 17 de maio é uma data especial, também conhecido como o dia em que foi assinada a constituição. Todo ano esse é o dia dos noruegueses colocarem suas melhores roupas, reunirem amigos e famílias e irem para a rua comemorar.

Em todo o país há desfiles pela rua e o que eu acho legal é que são com a participação especialmente de crianças, diferente do que estamos acostumados no nosso dia da independência com parada militar. Além disso, apesar de estarem super elegantes, ou com as trajes típicos ou roupas de festa, o clima é super informal e descontraído.

Essa é a data favorita de comemoração norueguesa e eles levam muito a sério isso. As comemorações começam no café da manhã mesmo, normalmente com champagne, e continua o dia inteiro. Eu acho lindo de ver todos se vestindo com roupas típicas muito felizes se parabenizando pelo dia. Fora que as roupas são uns espetáculos!

E sabe qual é a comida típica? Salsicha e sorvete! Sim, nada mais típico. Nosso dia também teve um pouco disso, mas com mais alguns ingredientes nutritivos. Acordamos cedo e fizemos uma torta de maçã típica, depois fomos para o centro ver o desfile e almoçar na casa de amigos. A alegria dos noruegueses nesse dia é contagiante e aprendemos a gostar também de 17 de maio, por isso queria dividir algumas imagens por aqui. Espero que gostem!

1 4 7

6

Metade da decoração minha, metade do Gael

9 10 12 13 14

post

E lá vem mais um inverno

https://www.polarnopyret.no/

https://www.polarnopyret.no/

Piscamos o olho e o inverno chegou. Quer dizer, oficialmente ainda não, ainda não está frio suficiente. Mas setembro foi mais quente e ensolarado do que o esperado e estávamos curtindo muito ao ar livre. Chegou outubro e tudo mudou,  a temperatura caiu bruscamente.

De repente nos vimos na necessidade de comprar muita coisa para o Gael, um kit de sobrevivência para o inverno. Sim, porque, para nós adultos, não precisamos comprar todo ano, mas criança cresce sem parar e toda hora tem que comprar coisa nova. E para o inverno não é pouca coisa, são várias camadas. Eu sempre me sinto insegura, nunca sei se estou fazendo a coisa certa, se tem roupa suficiente, se tem roupa demais, se a roupa é adequada.

Nosso primeiro inverno com Gael passamos boa parte dele no Brasil e mesmo assim ele não era muito ativo, ficava muito tempo dentro de casa, era mais fácil ter controle. Agora que ele está na creche é mais complicado. O meu maior medo é ele passar frio porque ainda não fala, mas como na creche eles entendem do assunto tenho que garantir que ele tenha tudo que precisar à disposição. Eu sempre soube que na creche eles saíam para brincar do lado de fora todo dia, independente do tempo, e que precisaria comprar roupa de chuva e também um macacão de inverno. Mas aí eu descobri que precisaria também de um macacão de outono, não tão quente quanto o de inverno. Eu não estava preparada para isso, tivemos que comprar correndo quando o frio chegou.

Depois de receber toda a informação da creche foi que me dei conta de que comprei algumas coisas erradas, como macacão de linha achando que era lã. Aliás, lã é tudo! Item essencial para aquecer no inverno. O negócio é vestir em camadas, pois caso precise vai tirando ou adicionando (ou trocando alguma que sujar sem precisar trocar tudo). Então compramos algumas opções de roupas de baixo, que é uma lã mais fininha e ele fica parecendo uma salsichinha, macacão para segunda camada que pode ser de lã mais grossa ou fleece (um tecido quentinho), meias de lã, luvas, gorros e golas. Fora a bota de chuva e de inverno.

Depois de tudo adquirido é hora de ir à luta. Ou seja, vestir o bebê! Muita calma nessa hora, Gael não reclama de vestir a roupa, pelo contrário, ele até gosta. Mas na segunda camada já está de saco cheio e querendo fugir para alguma brincadeira. E depois das três camadas de roupa ainda tem que complementar com os acessórios: luvas, gorros e gola. É um tal de tira e coloca e tira e coloca que haja paciência. Para nós e para ele, que fica irritado porque não consegue andar direito. A vida no inverno norueguês não é fácil não, e olha que ainda estamos no outono!

boy-on-the-sled-11286784430tm3d

http://www.publicdomainpictures.net/

 

post

Páscoa pelo mundo

montagem-mari-pascoa

Nossa Páscoa começou com um lindo dia típico de primavera e aproveitamos pra fazer um tour pela cidade. Foi um passeio delicioso! No sábado, levamos o Tom em uma “ fazendinha “ que estava tendo bem pertinho de casa! Ele ficou encantado com os animais! Logo que saímos do local, estava tendo distribuição de ovinhos de chocolate para as crianças! Depois, batemos nosso “ponto”no parquinho, e quanto mais alto o Tom era empurrado no balanço, mais ele gostava! Já no domingo, acordamos bem cedinho e fomos contar a história da Páscoa pro Tom! Pensei bastante como iria abordar esse tema, já que ele ainda é bem pequeno. Resolvemos fazer uma colagem pra montar um cordeirinho. Foi divertidíssimo! Tom amou a sensação da cola e depois foi lindo ver ele colocando a “máscara”que nós havíamos produzido no rosto! Passamos o dia ligando pra família e todos se derretiam quando ele aparecia na tela do computador com a carinha de cordeiro 🙂

montagem-carol-pascoa

Toda Páscoa aproveitamos que o feriado vai de quarta a segunda e tiramos uma mini férias. Esse ano foi nossa primeira Páscoa com nosso filho e aproveitamos para conhecer Madrid, já que minha prima está morando lá com a família. Foi muito bom passar a Páscoa em família e apresentar Gael para todos. A família é muito grande, mas já deu para ele conhecer mais uma parte. Nós adoramos Madrid, passeamos por parques e museus, mas agora em outro ritmo, pois respeitamos a rotina de Gael.

montagem-pri-pascoa

Sempre que possível tentamos “fugir” de Penedo nos feriados. Por se tratar de um destino turístico, os dias de feriados acabam ficando um pouco tumultuados para quem está acostumado com uma rotina mais tranquila. Desta vez fomos para a roça. Não pudemos ficar o feriado todo, mas dois dias foram suficientes para o Huguinho e o Mafuá se divertirem — e nós também, claro. É muito bom poder ficar pertinho da família e compartilhar as nossas aventuras com o nosso pequeno. Desta vez o Huguinho saiu de casa dormindo, mas no meio do caminho acordou, viu a paisagem e já desconfiou: “uhmmm, uhmmm, ele apontava para fora do carro, todo agitado”. Afinal, não é toda hora que ele pode ver galinhas, patos, vacas e ter tanto contato com a natureza. A diversão é garantida, e o cansaço também!