post

Inverno em Oslo com criança

FullSizeRender-kk

Antes de me mudar para Oslo pensava que os meses de inverno seriam todos cobertos de neve. Mas a verdade que todos os três invernos que passamos aqui não foram assim (na verdade foram quatro, mas ano passado ficamos quase dois meses no Brasil, pois estava de licença maternidade). Tem muito frio sim, mas não teve muita neve.

Porém esse ano foi o pior de todos. Nevou um pouco no final de outubro e todos pensaram que esse inverno seria bem frio, mas depois disso só choveu, nevou quase nada! Natal foi sem neve nenhuma, e natal sem neve não é especial. Só foi começar a cair um pouco de neve no meio de fevereiro.

E quando tem um final de semana com neve acumulada a cidade fica linda demais. Não só pela neve, mas pela alegria das pessoas curtindo. Norueguês AMA natureza, fazer passeios de trilhas, subir a montanha, esquiar. E esse país tem muitas paisagens incríveis.

Para o dia dia neve é mais complicado, porque engarrafa, é difícil de empurrar o carrinho, às vezes tem gelo embaixo que escorrega, demoro bem mais tempo tentando não cair. Mas nos finais de semana é diversão garantida para todas as idades. É muito gostoso, ainda mais agora no final de fevereiro e março, quando os dias estão mais longos e dá para aproveitar mais tempo.

Oslo tem muitas possibilidades, estação de esqui alpino dentro da cidade e várias trilhas para esqui cross country, que é o favorito dos noruegueses. Tudo isso fácil de chegar de transporte público. Além disso, tem muitos parques com morros e ladeiras perfeitos para brincar com trenós. Sério, eu amo muito um dia de neve ensolarado de fevereiro. É diversão gratuita e perto de casa.

Gael fica encantado com a neve. É apaixonante vê-lo levantando a mãozinha para pegar os floquinhos de neve que caem lentamente do céu, enquanto abre a boca numa expressão de “OOOhhhh”. São muitas gargalhadas, ao mesmo tempo que quer pegar e jogar, não gosta que acumule neve na sua roupa e está sempre limpando. Descer de trenó ele curte muito também, desce gargalhando. Agora estamos deixando ele descer sozinho de morrinhos bem baixo e ele gostou ainda mais porque vamos correndo do lado.

Sim inverno cansa, usar muitas camadas é bem chato, sentir frio também não é bom. Mas o melhor é comprar boas roupas de frio, uma lã bem quentinha e se jogar na diversão. Por isso, ao mesmo tempo em que espero ansiosa pela primavera, que não vejo a hora de sair de pernas de fora na rua, e porque a vida é assim cheia de contradições que eu digo: Viva a neve, neva mais!

IMG_7856IMG_7782 IMG_7904 IMG_7924

 

post

E lá vem mais um inverno

https://www.polarnopyret.no/

https://www.polarnopyret.no/

Piscamos o olho e o inverno chegou. Quer dizer, oficialmente ainda não, ainda não está frio suficiente. Mas setembro foi mais quente e ensolarado do que o esperado e estávamos curtindo muito ao ar livre. Chegou outubro e tudo mudou,  a temperatura caiu bruscamente.

De repente nos vimos na necessidade de comprar muita coisa para o Gael, um kit de sobrevivência para o inverno. Sim, porque, para nós adultos, não precisamos comprar todo ano, mas criança cresce sem parar e toda hora tem que comprar coisa nova. E para o inverno não é pouca coisa, são várias camadas. Eu sempre me sinto insegura, nunca sei se estou fazendo a coisa certa, se tem roupa suficiente, se tem roupa demais, se a roupa é adequada.

Nosso primeiro inverno com Gael passamos boa parte dele no Brasil e mesmo assim ele não era muito ativo, ficava muito tempo dentro de casa, era mais fácil ter controle. Agora que ele está na creche é mais complicado. O meu maior medo é ele passar frio porque ainda não fala, mas como na creche eles entendem do assunto tenho que garantir que ele tenha tudo que precisar à disposição. Eu sempre soube que na creche eles saíam para brincar do lado de fora todo dia, independente do tempo, e que precisaria comprar roupa de chuva e também um macacão de inverno. Mas aí eu descobri que precisaria também de um macacão de outono, não tão quente quanto o de inverno. Eu não estava preparada para isso, tivemos que comprar correndo quando o frio chegou.

Depois de receber toda a informação da creche foi que me dei conta de que comprei algumas coisas erradas, como macacão de linha achando que era lã. Aliás, lã é tudo! Item essencial para aquecer no inverno. O negócio é vestir em camadas, pois caso precise vai tirando ou adicionando (ou trocando alguma que sujar sem precisar trocar tudo). Então compramos algumas opções de roupas de baixo, que é uma lã mais fininha e ele fica parecendo uma salsichinha, macacão para segunda camada que pode ser de lã mais grossa ou fleece (um tecido quentinho), meias de lã, luvas, gorros e golas. Fora a bota de chuva e de inverno.

Depois de tudo adquirido é hora de ir à luta. Ou seja, vestir o bebê! Muita calma nessa hora, Gael não reclama de vestir a roupa, pelo contrário, ele até gosta. Mas na segunda camada já está de saco cheio e querendo fugir para alguma brincadeira. E depois das três camadas de roupa ainda tem que complementar com os acessórios: luvas, gorros e gola. É um tal de tira e coloca e tira e coloca que haja paciência. Para nós e para ele, que fica irritado porque não consegue andar direito. A vida no inverno norueguês não é fácil não, e olha que ainda estamos no outono!

boy-on-the-sled-11286784430tm3d

http://www.publicdomainpictures.net/

 

post

Curiosidades da maternidade no frio

A minha primeira manhã na Noruega foi de muita neve, isso quatro anos atrás, quando morava em Stavanger na época. Abri a janela e vi aquela paisagem branquinha que eu estava só acostumada a ver em fotografias. Coisa mais linda de se ver. Mas e sair na rua? Era tanta neve que eu pensei que ninguém fosse sair de casa, para mim aquilo era sinônimo de cobertor e chocolate quente (se fosse hoje em dia incluiria aí netflix). Que nada, neve por aqui é vida que segue. E isso vale para todo mundo da família, inclusive para o recém-nascido que acabou de chegar. O importante é ter roupas e equipamentos adequados.

Nesse caso o enchoval é muito importante, imagina um bebê que acabou de sair quentinho da barriga da mãe ter que encarar essa friaca? Sim, porque eles acreditam que respirar ar puro é importante, nada de ficar trancado em casa, bote esse bebê para passear.

Continue lendo