post

Meu parto: dúvida, medo e força

WP_20140715_18_56_57_Pro

Contrariando toda a programação para uma cesárea, o Huguinho nasceu de parto normal. Mas como nada foi muito planejado, a nossa história é um pouco diferente dos relatos da Carol e da Mari, que na semana passada também contaram as suas experiências.

Além disso, a verdade é que a realidade no Brasil é distinta. Estamos no país das cesáreas e sou de uma geração que pouco ou nada ouvia falar há até pouco tempo sobre os partos normais e humanizados. Desinteresse meu, por um lado, e falta de informação, por outro.

Continue lendo

post

Meu parto: essa experiência que mudou tudo

IMG_0019Gael estava previsto para 6 de agosto de 2015. Dia 5 de agosto tive uma consulta com a parteira. Minha barriga ainda estava alta e ele não tinha encaixado. E aquela história de que “quando encaixar vai aliviar muito” não rolou para mim. Dor nas costelas e falta de ar até o fim. A parteira resolveu marcar uma consulta no hospital com 42 semanas, caso não acontecesse nada até lá, eles decidiriam o que iam fazer, se iam induzir e como.

Voltei com aquilo na cabeça. Meu pai estava aqui em Oslo e só ia ficar mais duas semanas. Se ele demorasse para nascer não ia dar muito tempo para ficar todo mundo junto. Cheguei em casa, coloquei no youtube “prenatal yoga” e fiz uma hora e meia de aula.

Continue lendo

post

Meu parto: o melhor encontro da minha vida

Tom's birth and first daysStavanger|Noruega

Era por volta das seis da manhã, do dia sete de outubro que comecei a sentir fortes dores na região da lombar. Como eu já estava com 40 semanas, mais 2 dias, eu imaginava que pudesse ser a tal da contração. Levantei da cama e fui tomar um banho com água quente, como minha parteira havia me recomendado. Ali, debaixo daquela água corrente, fui tentando sentir e ouvir meu corpo… fazer o máximo de contato com Tom.

Assim que o Edu acordou, eu o avisei para não ir trabalhar. Sabia que não era alarme falso e nosso filho estava chegando! Ficamos todos juntos. Eu, meu marido e minha sogra, que tinha ido me ajudar. As dores alternavam, ora mais leves, ora mais fortes.

Continue lendo