post

O Huguinho de Penedo e o Amarelinho da Cinelândia

huguinho-amarelinhoNa quinta-feira anterior ao dia dos pais nós arrumamos mala e cuia e botamos pés na estrada, assim resolvido na hora, rumo ao Rio de Janeiro. O Rio fica a 170 quilômetros daqui do nosso mato, e foram 170 quilômetros de olho no Huguinho, que vinha de três dias de febre, mas melhorando (a febre diminuindo e espaçando). O Mafuá ficou com uma moça com quem nunca tinha ficado. Quando manobramos o carro, depois de deixá-lo, em Resende, ele já tentava cruzar nas pernas da pobre. Ir ao Rio na correria, Huguinho doentinho no inverno, Mafuá tentando cruzar em quem aparece. Nada de novo no front.

Mas foi uma ida ao Rio muito especial. Fazia muito tempo que não entrávamos no apartamento da Priscila em Botafogo. Estava alugado há mais de um ano, e a pessoa há poucas semanas avisou que iria entregar, porque foi transferida pela empresa para outro canto. Chegamos na quinta à tarde, comemos uma bobagem em um dos muitos bares descoladinhos que pipocaram nas redondezas nos últimos anos, e no fim do dia eu fui para um compromisso na Associação Brasileira de Imprensa. Priscila e Huguinho ficaram de farra no apê. Ele estava melhor. Desde a manhã cedinho sem mais febre. Quando cheguei, lá pela nove da noite, apareceu um 37,2. Demos meia dose de dipirona, na certeza de que no outro dia já teria passado tudo.

Continue lendo

post

Abra a porta e a janela, deixa o sol entrar!

Gael-varandaAmo muito essa época do ano. É primavera, e o sol começa a esquentar. É hora de trocar os casacos, guardar as botas de inverno e tirar do armário os sapatos mais leves. O dia mais longo e ensolarado nos convida a ficar na rua até mais tarde, mudando de calçada se precisar em busca dos raios de sol.

Aqui as estações do ano são mais marcadas e é muito gostoso ver o tempo se transformar, as folhas começarem a nascer. No Brasil é diferente porque não sentimos tanto isso. Mas aqui as estações marcam muito minha memória e quando o tempo começou a mudar já me lembrei logo da última primavera. Gael tinha 8/9 meses e lembro quando conseguimos sair da sala e brincar na varanda, as primeiras explorações, descobrindo a grade, ele adorava bater nela fazendo muito barulho.

Assim como o outono passado me trouxe as memórias do nosso primeiro outono juntos. Eu estava no início da minha licença maternidade e ficava andando muito na rua para ele dormir. O clima de outono e e o ventinho gelado me trouxeram na hora as lembranças dessa época, de quando ainda estava no iniciozinho dessa jornada de maternidade.

Continue lendo

post

Olha lá… é um dinossauro!

WP_20170331_002

Todo mundo sabe que a imaginação infantil é algo sem limites. É incrível observar como um simples objeto pode se transformar em uma coisa digna de uma aventura do “Indiana Jones”. Mas não me canso de me divertir com isso.

Nesta semana fui levar o Huguinho ao pediatra. Ele não estava se sentindo muito bem e começou a ficar nervoso no carro. Estávamos só nós dois, e o nervosismo dele foi me atingindo. Ele não parava de chorar, reclamar de dor, e eu já não sabia mais o que fazer. Foi quando tive uma ideia: “Olha lá atrás da árvore… será que tem um dinossauro?”, disparei quando nos aproximávamos de uma mata que margeia a Dutra. Ele parou imediatamente de chorar e ficou entusiasmado. “Será, mamãe? Um dinossauro grande, verde e muito bravo. Será?”.

Continue lendo

post

Inverno em Oslo com criança

FullSizeRender-kk

Antes de me mudar para Oslo pensava que os meses de inverno seriam todos cobertos de neve. Mas a verdade que todos os três invernos que passamos aqui não foram assim (na verdade foram quatro, mas ano passado ficamos quase dois meses no Brasil, pois estava de licença maternidade). Tem muito frio sim, mas não teve muita neve.

Porém esse ano foi o pior de todos. Nevou um pouco no final de outubro e todos pensaram que esse inverno seria bem frio, mas depois disso só choveu, nevou quase nada! Natal foi sem neve nenhuma, e natal sem neve não é especial. Só foi começar a cair um pouco de neve no meio de fevereiro.

E quando tem um final de semana com neve acumulada a cidade fica linda demais. Não só pela neve, mas pela alegria das pessoas curtindo. Norueguês AMA natureza, fazer passeios de trilhas, subir a montanha, esquiar. E esse país tem muitas paisagens incríveis.

Para o dia dia neve é mais complicado, porque engarrafa, é difícil de empurrar o carrinho, às vezes tem gelo embaixo que escorrega, demoro bem mais tempo tentando não cair. Mas nos finais de semana é diversão garantida para todas as idades. É muito gostoso, ainda mais agora no final de fevereiro e março, quando os dias estão mais longos e dá para aproveitar mais tempo.

Oslo tem muitas possibilidades, estação de esqui alpino dentro da cidade e várias trilhas para esqui cross country, que é o favorito dos noruegueses. Tudo isso fácil de chegar de transporte público. Além disso, tem muitos parques com morros e ladeiras perfeitos para brincar com trenós. Sério, eu amo muito um dia de neve ensolarado de fevereiro. É diversão gratuita e perto de casa.

Gael fica encantado com a neve. É apaixonante vê-lo levantando a mãozinha para pegar os floquinhos de neve que caem lentamente do céu, enquanto abre a boca numa expressão de “OOOhhhh”. São muitas gargalhadas, ao mesmo tempo que quer pegar e jogar, não gosta que acumule neve na sua roupa e está sempre limpando. Descer de trenó ele curte muito também, desce gargalhando. Agora estamos deixando ele descer sozinho de morrinhos bem baixo e ele gostou ainda mais porque vamos correndo do lado.

Sim inverno cansa, usar muitas camadas é bem chato, sentir frio também não é bom. Mas o melhor é comprar boas roupas de frio, uma lã bem quentinha e se jogar na diversão. Por isso, ao mesmo tempo em que espero ansiosa pela primavera, que não vejo a hora de sair de pernas de fora na rua, e porque a vida é assim cheia de contradições que eu digo: Viva a neve, neva mais!

IMG_7856IMG_7782 IMG_7904 IMG_7924

 

post

Dia da panqueca

Hoje, dia 28 de fevereiro, é o Pancake Day aqui Inglaterra, ou Shrove Tuesday, que nada mais é do que a terça-feira Gorda e o dia anterior à quarta-feira de Cinzas.

Tradicionalmente, os cristãos têm esse dia como o “último” dia pra comer de tudo antes da Quaresma, os 40 dias que antecedem a Páscoa. Antigamente, não se podia comer os ingredientes da panqueca nesse período.

O Dia da Panqueca é celebrado em todo o país, especialmente com corridas segurando uma frigideira e muitas guloseimas!2017-02-28-PHOTO-00001187

2017-02-27-PHOTO-00001170

fonte: pinterest

Por causa disso, a Mari que está em Londres, resolveu fazer algumas panquecas com seu filho! E não é que ficaram deliciosas… na massa não vai açúcar e o recheio fica a gosto do freguês!

Receita:
110g de farinha
1 pitada de sal
2 ovos
200 ml de leite com 75 ml de água

Como fazer:

  1. Peneirar a farinha e o sal numa tigela.
  2. No meio da farinha, quebre os ovos.
  3. Mexa os ovos com a farinha.
  4. Gradualmente, misture o leite com água até ficar homogêneo.
  5. Pronto, agora é untar a frigideira com um pouco de manteiga, esquentar e fazer camadas bem fininhas!
  6. Ficam ótimas com geleias, frutinhas, yogurt, mel, nutella, doce de leite…

* A receita rende em média 8 porções

Alerta: Antes de servir qualquer um dos ingredientes citados a cima, por favor, verifique se seu filho é alérgico.

2017-02-27-PHOTO-00001142 2017-02-27-PHOTO-00001143 2017-02-27-PHOTO-00001144

post

Escola: ensinar e aprender a dar tchau

escola-huguinhoAo longo dos últimos dois anos e meio aprendi — e continuo aprendendo — que a maternidade não tem fórmulas, nem rotina definida, nem monotonia, nem nada. Cada dia é uma surpresa, uma novidade e um aprendizado. Mas às vezes seria sensacional ter uma varinha mágica!

Imaginem uma varinha que pudesse realizar os desejos mais secretos de uma mãe?! O meu pedido hoje seria um só: nos ensine a dar tchau. Digo isso porque matriculamos o Huguinho na escola. É apenas meio período, mas o suficiente para nos impor uma “separação” que até então nunca havia existido.

Continue lendo

post

A surpresa do ano!!!

 

Havia uma semana que eu vinha me sentindo estranha: choro incontrolável e sensível demais… Mas tudo isso era justificável. Minha melhor amiga estava na minha casa com toda a sua família e tinha mais de dois anos que a gente não se via… Foi um encontro superforte, com direito a choro todos os dias, tamanha a emoção. Ela não conhecia o Tom e nem eu o Noah, seu filho mais novo. Elis mora na Nova Zelândia e sabemos o quanto nos custa essa distância. A verdade é que não foram dias normais, foram dias de sonho! E dentro desse sonho… Tcharããã: Eu descobri que estava grávida de novo! Grá-vi-da! Não poderia vir em momento melhor essa notícia, com ela aqui em casa, pra gente vibrar, sorrir e se abraçar!

2016FlavioElisWindsor-55

2016FlavioElisLDN-281

2016FlavioElisLDN-317

Agora, não somos só mais nós três, tem um pacotinho no forno…  Um pacotinho tão sonhado e amado, que trouxe junto com toda a alegria e amor, muito enjoo, azia, fortes dores de cabeça e um cansaço absurdo! Foram quatro meses me sentindo uma verdadeira vaca ruminando o dia todo. Na gravidez do Tom eu passei muito mal também, mas não como essa…  Mas passou!  Graças a Deus! Estou me sentindo superbem agora! Durante todo esse processo a casa se manteve cheia e tive muitas ajudas. Não sei o que seria de mim sem a minha família por perto, principalmente por causa do Tom.

IMG_2333

IMG_2195

IMG_2203

Nesse meio tempo, Tom desmamou depois de dois anos e um mês de livre demanda. Não foi um processo fácil pra mim, mas foi muito importante pra nós dois. Foi feito com muito amor e respeito… E no final das contas, está sendo maravilhoso pra nós dois. Redescobrimos novas maneiras de nos relacionarmos, transformamos esse momento de amor em outros e estamos dormindo a noite toda. Já que foram dois anos acordando praticamente de duas em duas horas…

A realidade agora bate a minha porta, ou melhor, na minha barriga que está gigantesca!!! Exageros a parte, sabe aquela hora que a ficha cai e você se dá conta que precisa “ticar” várias coisas da sua lista e tem tempo pra isso… Duas delas eu preciso estudar muito e estou muito empenhada pra passar… Com isso, minha presença aqui no blog vai diminuir um pouco, até eu consegui voltar com minhas atividades normais. Mas com certeza estarei por aqui participando e acompanhando tudo do blog, que continua a todo vapor. Sempre que der, volto pra dar mais notícias dessa nossa fase, que está cheia de amor e muitas novidades.

IMG_2172

Ah, estamos esperando um bebê Junino e ainda não sabemos o sexo, assim que souber, conto aqui. 🙂

Beijos a até

 

post

Viajar de carro requer criatividade!

Nunca foi muito fácil sair de carro com o Huguinho. Quando ainda usávamos o bebê-conforto era um terror. Ele chorava muito, não queria ficar sentado e apenas 15 minutos no carro parecia uma viagem de três horas.

Logo que trocamos o bebê-conforto pela cadeirinha o comportamento dele melhorou muito! O Huguinho passou a curtir os passeios de carro, a olhar tudo com mais curiosidade e a interagir conosco sem que precisássemos sentar no banco de trás.

Continue lendo

post

Domingo de inverno ao som de funk

A temperatura está ladeira abaixo (rolando desembestada) e já tem neve lá fora. O frio não é muito convidativo para ficar na rua, mas ao mesmo tempo temos que inventar o que fazer porque ficar em casa com um menininho de 1 ano e três meses não é fácil. E aqui na Noruega tudo fecha domingo, eu digo tudo mesmo, só sobram uns mercadinhos para comprar produtos de última hora. Por isso que eu amei o convite de uma amiga para ir num baile de funk para bebês.

10978599_815835175156893_5361321081721528159_n

O evento acontece uma vez por mês em uma biblioteca aqui de Oslo. E, gente, é uma delícia. Uma tarde com música, gente animada, bebês para todos os lados e pais super empolgados. Gael ficou meio desconfiado no início, depois se soltou mais. É muita atração para eles, além da música, existem livros ao redor que eles podem pegar à vontade. Nesse dia não vale a regra de silêncio na biblioteca, o negócio é fazer barulho!

Se tem gente sentada no chão o dj chama logo para dançar. Toda hora ele inventa algum passo e convida todos para fazer juntos e interage muito com as crianças. Eu, Conrado e Gael adoramos e estamos ansiosos para o próximo baile. Obrigada Aline pelo convite! 🙂
14199675_1177413325665741_4815259596701186180_n14910475_1246500548757018_8947537717057545464_n img_7155 img_7154img_7144-5img_7159-3img_7176

 

post

Trocando ideia: o achado da semana.

Se tem uma coisa que eu gosto nessa vida, é compartilhar ideias e achados de coisas que vou descobrindo por aí. Desde músicas, receitas, lugares, pessoas, livros… Se é bom, tenho o maior prazer em passar pra frente.

Bom, semana passada, minha sogra e sogro chegaram aqui em casa e na mala, além de muito amor, trouxeram várias encomendas que eu havia feito no Brasil e só estavam esperando uma boa alma trazer. Dentre elas, o mais esperado de todos: um livro. Mas não era um livro qualquer…

Já tem um tempo que acompanho o blog da Estéfi Machado… Imagino que muitos de vocês já a conhecem… O blog é simplesmente MARAVILHOSO! Estéfi é daquelas mães superprendadas, que fazem uma simples caixa de papelão virar uma televisão maneiríssima, e ainda por cima te “convence” que você também consegue. Bom, a moça tem mil e uma qualidades, mas, para mim a maior de todas, é como ela nos inspira a dedicar nosso tempo com a criança. Como ela mesma disse: “laços profundos se criam quando a gente fabrica a brincadeira com nossos filhos”. E eu acredito nisso profundamente.

Essa lindeza de pessoa  lançou um livro. E foi esse livro que semana passada chegou em minhas mãos. O livro se chama: O Livro da Estéfi: Crafts para fazer em família. Gente, pensa em um livro lindo!!! O livro vem com mil ideias pra fazer com as crianças em dias de chuva, dias de sol, festas… Aqui em casa chegou na hora certa, já que o frio e a chuva já andam batendo à porta, então, nada melhor do que ter atividades pra fazer dentro de casa.

Bom, se vocês acham que a moça me conhece… nunca me viu mais gorda e nem sabe quem eu sou. Estou compartilhando com vocês porque achei esse livro tão legal, que merecia um post. Se vocês não conhecem o blog dela, vale muito a pena passar horas navegando. Ela também escreve pro blog americano Handmade Charlotte, que também é muito legal!

Algumas fotos do livro e do blog:

c055c608-ab8e-4044-a765-458e946a5783

Esse é o livro.

chamada_tuba

Olha que bacana pra fazer com as crianças e depois elas brincarem na água. Foto: Éstefi Machado/ http://www.estefimachado.com.br

e7ed6f8dd09d100020879c2878b2dcbc

E esse Beatles feitos de palitos de sorvete?! Foto: Estéfi Machado/ http://www.estefimachado.com.br

tv-papelao-estefi

A próxima caixa de papelão que chegar aqui em casa já tem destino. Não é o máximo?! Foto: Estéfi Machado/ http://www.estefimachado.com.br

Espero que curtam o blog e o livro, pra além disso, que possa servir de inspiração pra brincar junto com os filhos e transformar esses momentos simples, em mágicos.

Ah! Se vocês têm sites, músicas, livros ou ideias bacanas, compartilhem na nossa página ou aqui nos comentários… Vamos amar!

Beijos e até