post

É hora de festejar os três anos do Huguinho!

DSC_0797

Sempre me disseram, desde que o Huguinho nasceu, que deveria aproveitar cada segundo, que não deveria nem piscar, porque o tempo voa. Naquelas horas de cansaço, noites sem dormir, amamentação desenfreada, não acreditava naquilo. Era impossível que o tempo pudesse passar assim tão rápido.

Mas passa! O tempo decola em um foguete! O Huguinho fez hoje, dia 15 de julho, três anos! Às vezes preciso parar e repetir pra mim mesma que já tenho um menino dentro de casa, cheio de vontades, atitude e frases de efeito! Que já me diz o que quer e o que não quer, que não é mais um bebezinho (nem de longe!) e que quer sair para brincar com os amigos (!!!). Só falta pedir o carro emprestado — o que espero que demore para acontecer (por favor, tempo, dê uma trégua!)

Agora entramos em uma etapa que ele aproveita ainda mais as festinhas de aniversário. Desde o início do ano estava contando os dias para a dele chegar. Como é um dos mais novos da turma, já participou de várias festinhas. A cada uma que passava ele nos perguntava se a dele seria no dia seguinte.

Neste ano decidimos que não iríamos fazer uma festinha em casa, e sim na escola. Foi uma escolha perfeita. Sabem aqueles sorrisos de felicidade indescritíveis? Foi o que vimos em mais de uma dúzia de rostinhos. O nosso pequeno, em especial, estava radiante. Pura felicidade! Curtiu cada um dos poucos minutos que passamos juntos com ele e seus amigos.

Foram dias falando sobre a festinha. Pena que logo na sequência ele ficou doentinho e teve que antecipar as férias escolares. Também acabei pegando a gripe dele, e às vésperas do dia 15 ainda não tínhamos decidido nem se iríamos cantar parabéns em casa. Mas ele nos repetia dia a dia que queria mais uma festa, claro! Para a alegria do pequeno, uma das vovós providenciou o bolo, a outra os brigadeiros, e o Huguinho os enfeites (todos os brinquedos que ele tinha de bombeiro foram para a mesa). O resultado inesperado e desprogramado foi uma bagunça muito gostosa. Fizemos uma farra no chão e ele curtiu como se fosse uma festa para 100 convidados.

A verdade é que às vezes nos preocupamos demais e esquecemos que basta um bolo em cima da mesa e um sorriso no rosto. Quer festa melhor?

Selecionei abaixo algumas fotos das comemorações deste ano. Na escola contratamos uma pacote de decoração do tema Hot Wheels com um precinho super camarada, encomendamos salgadinhos, bolo e brigadeiro. A lembrancinha fiz em casa: uma pista de feltro e um carrinho dentro de uma sacolinha imitando um semáforo. As crianças gostaram! Deu trabalho, mas valeu!

Espero que gostem. Como sempre, tudo feito com muito amor para o nosso “pequeno grande coração”, como também sempre diz o papai! Meu pequeno levado, nós te amamos “daqui até a lua (ida e volta!)”.
DSC_0773DSC_0662 DSC_0664 DSC_0666 DSC_0712 DSC_0748 DSC_0767WP_20170715_018WP_20170715_016IMG-20170715-WA0046

post

Festa do Mickey: é sempre bom comemorar a vida!

Quando estava pensando em um tema para escrever nesta semana me dei conta de que o aniversário de três anos do Huguinho já é logo ali, em julho. Neste ano vamos fazer uma festinha na escola. O tema ainda não está definido, porque agora não depende mais da gente. A escolha é dele e nem adianta dar palpites. A autonomia e a independência andam ganhando forma por aqui (risos!).

Enfim, o fato é que já comecei a pesquisar preços, ideias etc, e me dei conta também de que acabei não publicando nada sobre a festinha dele de dois anos. No ano passado fizemos um bolinho em casa e a decoração ficou por minha conta. O objetivo era deixar tudo bonitinho, mas sem muitos apetrechos e sem grandes gastos. Acho que deu certo.

Continue lendo

post

Festa do Gael

Gael já fez quatorze meses, mas nunca é tarde lembrar do que é bom, não é mesmo? Ainda mais quando é para comemorar o aniversário do nosso filho!

Quando comecei a pensar na festinha dele, o primeiro tema que me veio à cabeça foi fundo do mar, simplesmente porque o Gael adora água. Praia, piscina, banho, tudo é uma alegria para ele. É só colocar na piscina que ele solta um sorrisão, coisa mais linda. Então Gael virou um mini mergulhador na sua festa.

Juntei um grupo de colaboradores, tias, avós, pai, todo mundo colaborou de alguma forma. Minha irmã e minha mãe foram no Saara (região de compras do Rio onde você acha de tudo) comprar bandeiras, forminhas, baldinhos, tubetes, toalhas e mais outras coisas. Fiz os desenhos do bichinhos e minha sogra e cunhada fizeram em feltro, meus sogros também foram no Centro do Rio comprar itens para os aquários que fiz nas mesas dos convidados. Eu e Conrado imprimimos tudo o que precisamos em casa mesmo e montamos os enfeites na semana antes da festa, quando chegamos no Rio. Isso foi um pouco corrido, já que tínhamos que esperar Gael dormir para começar a produção.

Pesquisei muito no pinterest, instagram, google, fui salvando referências e buscando inspirações. As águas-vivas eu aprendi a fazer com o programa “Fazendo a festa” do GNT, aliás, muito bom para buscar ideias. Comprei algumas coisas no Ali Express, como essas redes com conchas, esse babado embaixo da mesa, as bandeirinhas, os balões e mais algumas coisas que acabei não usando. Tudo baratinho que chegou rápido aqui na Noruega. Sempre que ia em alguma loja por aqui ficava de olho se alguma coisa serviria bem para decoração. Na hora de montar a mesa final acabei nem usando tudo, mas foi bom ter opções para ir testando.

De painel de fundo compramos essa juta que eu achei que ficou perfeita para cobrir a parede feia do salão de festas, achei que ornou bem com as cores. Minha irmã e minha mãe acharam uma âncora e timão em loja de artesanato, assim como um mini baú que enchemos com moedinhas de chocolate. As bandejas de ondinhas também são dessas lojas, pintamos tudo em casa. A única coisa que comprei pronto foram os toppings de bichinhos dos docinhos. Ia fazer com uma moça isso e mais um monte de outras coisas, mas de última hora ela não pode entregar, então corri e comprei pelo Elo7, que chegou rapidinho. Os tubetes seriam de mergulhador, mas como não deu para comprar pronto e não sobrou tempo por aqui para fazer, acabamos improvisando de véspera as baleias. Desenhamos à mão e recortamos, super fácil de fazer.

Enfim, foi tudo feito por aqui com muito prazer. Na verdade eu achei uma delícia pensar nos detalhes e colocar tudo junto. Acho que dá um gostinho especial para a festa saber que nos dedicamos e tudo ficou lindo (eu achei!). Porém, o mais importante foi que Gael curtiu muito, acabou a festa imundo! Obrigada ao time pela ajuda e ao grupo que chegou cedo lá para encher balão e montar a mesa: Juju, Matheus e Joana! e obrigada a todos pela presença, morando fora, foi um ótimo motivo para reunir amigos e familiares. Agora que eu gostei do negócio, me aguardem ano que vem!

Fotos: Lá nos momentos

festa-gael

festa-gael-68

festa-gael-2

festa-gael-19 festa-gael-7 festa-gael-8

festa-gael-6 festa-gael-5 festa-gael-3 festa-gael-20-2 festa-gael-10 festa-gael-14 festa-gael-16

festa-gael-33