post

A maternidade e as novas amizades

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

Depois que temos filhos a vida muda radicalmente. Em vários sentidos, incluindo o convívio social. Sair e não ter hora para voltar, independente do dia, é algo inimaginável a partir de então. Até porque você precisa pensar nas horas de alimentação, sono, xixi, cocô, mau humor, bom humor… e por aí vai.

Principalmente com crianças pequenas é muito comum os país não conseguirem mais frequentar os mesmos lugares. Com isso os amigos — e os próprios pais –acabam se afastando, involuntariamente e, em alguns casos, voluntariamente. Desde que o Huguinho nasceu já cansei de ler e reler relatos de outras mães contando como os amigos se distanciaram depois que seus filhotes chegaram. E acontece mesmo!

Quem ainda não tem filhos ou não quer ter filhos, muitas vezes não entende o porquê de você não poder mais sentar e papear como se não houvesse amanhã. Na verdade, dependendo da criança, a mãe e o pai dificilmente conseguem ficar dez minutos sentados conversando (é o caso do Huguinho).  Também não entendem que agora surgiram outras prioridades, e o dinheiro para aquela viagem ou aquele show com os amigos pode não sobrar mais no final do mês.

Com o tempo, à medida que a criança vai crescendo, alguns desses amigos voltam, outros ficam realmente para trás. É claro que isso não é uma regra. Muitos amigos permanecem ali, juntos, para sempre, acompanhando cada segundo do crescimento dos novos “sobrinhos (as)”.  Afinal, amigo é pra todas as horas — ou ao menos deveria ser!

Por outro lado, a verdade é que, aos poucos, nós, pais e mães, também vamos descobrindo novas e deliciosas amizades. E aí aparecem outros papais e mamães com quem dividir os perrengues do dia a dia e se divertir, claro! E como nos divertimos, e rimos, e falamos, e choramos juntos, por que não?

Nos últimos meses, nós descobrimos como é gostoso participar das festinhas de aniversário dos amiguinhos do nosso filhote. Como é gostoso passar algumas horas vendo as crianças brincarem e poder conversar com outros pais e mães que estão passando pelo mesmo momento que a gente.

Às vezes nos identificamos tanto com essas novas amizades que a sensação é de que conhecemos essas pessoas há anos. E a vontade é que isso dure para sempre, já fazendo planos de que nossos filhos crescerão juntos e permanecerão amigos para toda a vida. Quem sabe?!

Dedico esse post às novas amizades pós-maternidade, às novas conversas, às novas trocas e às novas diversões e preocupações diárias. A vida pós-maternidade é linda, dá cabelos brancos e muitas olheiras, mas também traz presentes muito especiais. Um viva às amizades antigas e novas, e que elas durem para sempre =)

 

 

2 thoughts on “A maternidade e as novas amizades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *